Atacama de moto: o destino preferido dos motoviajantes

20 fevereiro 2020 Atacama de moto: o destino preferido dos motoviajantes

Viajar para o Atacama de moto é, sem dúvida, uma sensação que só quem já foi sabe descrever. O Deserto do Atacama é considerado o mais alto e mais seco do mundo e possui cerca de 105 mil km², em sua maior parte no Chile, mas também estende-se pelo Peru, Bolívia e Argentina.

Com paisagens deslumbrantes, apresenta diversas lagoas cristalinas em meio à vulcões, picos nevados e a Cordilheira dos Andes. Um verdadeiro paraíso para pilotar!

Mesmo com toda essa imensidão, devido à sua aridez, há poucas vilas e povoados em meio ao deserto, sendo que a mais conhecida é a região de Antofagasta, onde se localiza a famosa vila de San Pedro do Atacama. Com sua população de pouco mais de 4 mil habitantes, é destino e principal ponto de encontro dos aventureiros que fazem a travessia do deserto.

Rodando pelo deserto do Atacama de moto

Rodando pelo deserto do Atacama de moto

As estradas da região são bem conservadas e sinalizadas, garantindo um passeio tranquilo para quem planeja cruzar o Atacama de moto. Para os mais aventureiros, que curtem um desafio off road, também não falta diversão!

Por falar em diversão, além dos passeios de moto e veículos 4×4, muitos turistas praticam trekking e mountain bike pela região, atrás de salinas, gêiseres, vulcões, cânions e as já citadas lagoas coloridas e cristalinas. Também se encontram sítios arqueológicos e históricos, com múmias de mais de mil anos. Aventura, esporte e cultura, tudo num mesmo lugar!

Em San Pedro do Atacama, quero compartilhar alguns dos locais mais visitados pelos mais de 150 mil turistas que passam pelo deserto anualmente:

  • Valle de la Luna e Valle de La Muerte: aqui se encontram algumas das paisagens mais famosas do Atacama. As areias tomam vários tons de amarelo-dourado, vermelho, cinza e um pôr do sol incrível… Já teve até motociclista pedindo a garupa em casamento no Valle de la Luna, acredita?
  • Geysers del Tatio: terceiro maior campo geotermal do planeta! As erupções acontecem ao amanhecer do dia. Com o caminho demarcado, o turista passeia entre as chaminés que expelem água e vapor. Esse fenômeno acontece em poucos lugares do mundo!
  • Salar de Atacama: uma das maiores salinas do mundo, encontra-se próximo à Laguna de Chaxa, ponto de observação dos famosos flamingos. À noite, o lugar se torna um dos melhores pontos de observação astronômica do mundo, com seu céu límpido e quase nenhuma poluição luminosa.
  • Lagunas Altiplânicas: estando a mais de 4 mil metros de altitude, não há vegetação e a paisagem exibe montanhas e vulcões, com vários tons de cinza causados pelo efeito do sal e do vento. É uma das paisagens mais famosas do Atacama.
  • Sala de Tara: em meio à areia os “Monjes de la Pacana” impressionam pelas formas e tamanhos. É um trecho de off road e caminhadas leves.

Para quem quer rodar o Atacama de moto

Para quem quer rodar o Atacama de moto

Se você não vê a hora de embarcar em uma viagem ao Atacama de moto (ou deseja retornar mais uma vez), confira algumas dicas:

A melhor época

Vale a visita em qualquer época do ano! Mas, pela nossa experiência, as datas de visitação podem fazer muita diferença no seu passeio, principalmente se você for de moto.

  • A melhor época é no verão, entre os meses de Dezembro e Fevereiro. Apesar do forte calor, a sensação térmica é um pouco menor devido a baixa umidade. 
  • Nos meses de Outono (março a maio) e Primavera (setembro a novembro) a temperatura é mais amena e a amplitude térmica menor. Na travessia da cordilheira você pode pegar bastante frio e até neve, mas ainda não seria um impeditivo para ir.
  • No Inverno (junho a agosto) não é recomendado ir de moto para o Atacama devido ao frio rigoroso e a chance de pegar mau tempo cruzando a cordilheira dos andes.

A melhor moto

Com boas estradas, rodar pelo Atacama não é algo difícil. Qualquer tipo de moto consegue encarar as aventuras e turismos “formais”, rodando por estradas asfaltadas. Já vimos de tudo por lá: naked, scooter, custom, trail… Mas se você gosta de desafio e quer aproveitar tudo que o Deserto tem a oferecer, escolha uma moto mais alta, de preferência uma moto big trail.

O ideal é que seja acima de 600 cc para uma maior capacidade de combustível e autonomia, já que você pode percorrer longos trechos sem postos de gasolina.

A documentação necessária

Para atravessar as fronteiras, você vai precisar de um RG ou Passaporte em bom estado de conservação e emitido há dez anos, no máximo. Também é necessário um seguro internacional, cada país/região tem o seu específico.

Caso você use uma moto de terceiros ou em nome de empresa, é necessário uma autorização registrada em cartório, com firma reconhecida, identificando o condutor responsável, período da viagem e locais por onde irá passar.

Gostou das dicas? Eu e a equipe de tours guiados já levamos mais de 1.000 motociclistas no Atacama para pilotar sem preocupações… Veja abaixo um pouco da nossa história.

A MotoAtacama no Deserto

A MotoAtacama no Deserto

A primeira passagem da Família MotoAtacama pelo deserto foi em 1995, quando meu pai, Ricardo Atacama, junto com a minha mãe, percorreram toda sua extensão. Desde então, não paramos mais… O sonho antigo virou realidade e hoje já nos aventuramos no Deserto por mais de 50 vezes!

Com tantas idas e vindas, nos tornamos referência em mototurismo no Atacama, não é à toa que o Deserto também batizou a nossa marca.

Além do nosso Tour Atacama Carnaval, que já é tradição há mais de 20 anos, também temos outros tours pelo deserto e cada roteiro é pensado detalhadamente, de forma a atender todos os tipos de público. Temos diversos pontos de partida, com variados períodos de duração, percursos totalmente asfaltados ou com aventuras off road.

O grupo é exclusivo e 100% a bordo das motos BMW GS 1250, equipadas com os melhores acessórios da Givi.

Nós rodamos sempre em velocidade de cruzeiro próximo ao limite recomendado pela estrada e, se possível, um pouco acima da velocidade dos carros.

Além disso, pensamos em tudo para transformar sua viagem de moto em uma experiência ÚNICA:

  • Reserva dos melhores hotéis e restaurantes;
  • Roteiro com atrações turísticas;
  • Carro de apoio + guia em moto + assistência 24h;
  • Auxílio na documentação e seguro viagem internacional;

Geralmente, nossos tours passam por San Pedro do Atacama, onde temos dois dias de turismo local – em meio às maravilhas do Deserto do Atacama. Após essa pausa, seguimos nosso caminho até Antofagasta, com direito à visita ao Oceano Pacífico e turismo local.

Saindo de Antofagasta, visitamos a icônica Mano del Desierto, ponto obrigatório pra quem passa pela região, daí retornamos a San Pedro e visitamos a charmosa Purmamarca.

Gostou da nossa programação? Nossos tours são exclusivos e com vagas limitadas, garantindo mais segurança, conforto e comodidade para cada piloto e sua garupa.

Acesse nosso calendário ou entre em contato pelo WhatsApp (11) 99116-2250 e saiba mais.

Venha conosco nessa incrível e exclusiva viagem ao Atacama de moto

Grandes aventuras esperam por você!

Eduardo Generali

Desde 2013, Eduardo é responsável pela divisão de Entretenimento da MotoAtacama. Quando não está na estrada guiando tours, está elaborando novos roteiros, ou ministrando cursos de pilotagem ON / OFF road.

Fale pelo Whatsapp